Economia

PROVA DE INGRESSO

A seguinte prova:

  • 16-Matemática

A Licenciatura em Economia da UAL, adaptada ao Processo de Bolonha, caracteriza-se pela implementação de metodologias inovadoras, eminentemente práticas e orientadas para as melhores práticas na área das ciências económicas. Deste modo, num ambiente de grande proximidade entre alunos, docentes e departamento, o ensino da economia assenta no corpo docente de elevada qualidade tanto do ponto de vista académico como de vivência empresarial/organizacional. As metodologias activas correspondem às mais recentes correntes de ensino na área, orientadas para a discussão dos temas actuais e tendências, sendo frequente o envolvimento dos alunos em projectos extracurriculares.

Simultaneamente, procura-se constantemente adequar o curso e as suas metodologias e conteúdos programáticos às exigências do mercado de trabalho, havendo órgãos especificamente para o efeito, compostos por especialistas e gestores de grandes empresas nacionais.

Áreas abrangidas pela licenciatura em Economia:

  • Macroeconomia;
  • Microeconomia;
  • Econometria;
  • Contabilidade e fiscalidade;
  • Moedas e bancos;
  • Finanças;
  • Economia nacional e internacional;
  • Gestão de empresas.

Despacho de autorização ministerial
Despacho n.º 9957-AG/2007, de 18 de Abril, publicado no Diário da República, 2ª série – N.º 103 – 29 de Maio de 2007. Registado com o nº R/B-AD-549/2006.
Adequação do curso de licenciatura em Economia ministrado pela Universidade Autónoma de Lisboa Luís de Camões ao 1.º ciclo de estudos conducentes ao grau de licenciado em Economia — Decreto-Lei n.º 74/2006, de 24 de Março.

Despacho n.º 9957-AG/2007, de 18 de Abril, D.R. Acreditado pela A3ES, em 23/03/2015.

Esta licenciatura está abrangida pela Campanha “Seleção gradUAL”.

    Plano Curricular

    - Prof. Doutor Sérgio Pontes

    Gerais:

    • Compreender os conceitos básicos da contabilidade, adquirindo competências que permitam saber ler e interpretar demonstrações financeiras.

    Específicos:

    • Assimilar a importância económico-social da contabilidade financeira, relacionando-a com as atividades profissionais possivelmente exercidas por um futuro licenciado em Gestão e Economia;
    • Conhecer o enquadramento institucional da contabilidade, identificando os organismos, nacionais e internacionais, que a regulam;
    • Identificar as demonstrações financeiras e as principais caraterísticas de cada uma delas. Compreender o processo de preparação das mesmas;
    • Conhecer a estrutura conceptual de relato financeiro e, consequentemente, os objetivos das demonstrações financeiras, os seus utilizadores, os pressupostos que presidem à sua elaboração, bem como os critérios de reconhecimento e mensuração existentes;
    • Saber contabilizar as operações inerentes aos principais ciclos do negócio, designadamente: financiamento; investimento; compras, fornecedores e pagamentos; pessoal; vendas, clientes e recebimentos.

    - Prof.ª Doutora Vera Dias Pedragosa

    Proporcionar a introdução aos principais fundamentos teóricos da Gestão, acompanhada da respetiva exemplificação prática e de treino de competências. A perspetiva aqui adoptada é a da visão multidisciplinar da organização no processo de criação de valor, permitindo uma tomada de consciência das especificidades de cada função (nível vertical) e uma visão transversal das várias funções de uma organização (nível horizontal). Os objetivos gerais de aprendizagem são:

    • Conhecer a principal terminologia de gestão;
    • Adquirir competências básicas de gestão: planear, organizar, liderar e controlar;
    • Identificar e compreender os modelos organizacionais;
    • Compreender o papel das diferentes estruturas organizacionais e da sua envolvência;
    • Dominar os indicadores de controlo e de desempenho.

    - Prof. Doutor Bruno Maia

    • Rever e consolidar os pré-requisitos ao cálculo diferencial;
    • Consolidar o Cálculo Diferencial com uma variável;
    • Estender o Cálculo Diferencial a funções multi-variáveis;
    • Introdução ao Cálculo Integral e ao Teorema Fundamental do Cálculo;
    • Sempre que possível, relacionar cada tópico com a sua aplicação à Economia;
    • Usar as tecnologias: calculadora científica ou gráfica, folha de cálculo, Geogebra.

    - Prof. Doutor Ruben Bahamonde

    O objectivo principal da Unidade Curricular consiste em dotar a economistas e gestores dos instrumentos essenciais para interagir profissionalmente com juristas no exercício das suas funções, nomeadamente:
    • Ser capaz perceber/intuir que há uma questão jurídica em determinado assunto ou que a intervenção de um jurista pode ser útil;
    • Perceber a área do Direito em causa;
    • Perceber a resposta do jurista/diferentes soluções que são apresentadas na resolução da questão (veja-se o vocabulário próprio (jargão jurídico de difícil apreensão/manuseamento por não juristas);
    • Familiarizar os alunos com determinado vocabulário/determinada aproximação aos problemas.

    - Prof. Doutor Bruno Maia

    No seguimento da UC precedente, pretende-se:

    1. Generalizar o estudo de funções de variável real a funções com mais do que uma variável, desenvolvendo os métodos de representação e de visualização no espaço tridimensional;
    2. Estender a teoria do cálculo diferencial em R a funções com mais de uma variável, com vista à optimização dessas funções;
    3. Desenvolver as técnicas de integração em dimensões superiores a 1, com especial ênfase ao cálculo de volumes, áreas e aos teoremas de Stokes e de Gauss, fundamentais ao estudo do electromagnetismo;
    4. Iniciar o estudo da Álgebra Linear através de matrizes e do algoritmo clássico para resolução de sistemas de equações lineares;
    Desenvolver o estudo abstracto dos espaços e transformações lineares, e estudar a aplicação da Álgebra Linear à resolução de sistemas de equações diferenciais lineares.

    - Prof. Doutor José Almas - Prof. Doutor Luís Alves Rita - Prof. Doutor Sérgio Pontes

    Gerais:

    • Aprofundar os conceitos básicos da contabilidade e do relato financeiro, melhorando competências que permitam saber ler e interpretar demonstrações financeiras.

    Específicos:

    • Identificar as demonstrações financeiras e as principais caraterísticas de cada uma delas. Compreender o processo de preparação das mesmas;
    • Conhecer a estrutura conceptual de relato financeiro e, consequentemente, os objetivos das demonstrações financeiras, os seus utilizadores, os pressupostos que presidem à sua elaboração, bem como os critérios de reconhecimento e mensuração existentes;
    • Saber reconhecer e contabilizar as operações inerentes aos principais ciclos do negócio, designadamente: financiamento; investimento; compras, fornecedores e pagamentos; pessoal; vendas, clientes e recebimentos.

    - Prof. Doutor Carlos Proença

    • Habilitar os alunos com conhecimentos sobre aspetos fundamentais do Direito Económico;
    • Em particular, habilitar os alunos com conhecimentos sobre a Constituição Económica Portuguesa, a Constituição Económica Europeia e sobre alguns domínios nevrálgicos do Direito Económico como o setor público empresarial e a proteção da concorrência entre empresas.

    - Profª. Doutora Sandra Ribeiro

    • Proceder ao cálculo de juros em qualquer regime de capitalização;
    • Calcular o valor nominal de letras e livranças nas vendas a crédito;
    • Determinar os encargos do desconto e de reforma de letras;
    • Efetuar a equivalência de capitais;
    • Determinar os vários tipos de rendas financeiras;
    • Elaborar quadros de amortização de empréstimos;
    • Analisar a execução/não execução de um projeto de investimento.

    - Prof. Doutora Ana Terlica Pereira

    • Compreender e analisar as opções dos consumidores, tendo em conta as especificidades das suas preferências;
    • Compreender a escolha das empresas, tendo em conta as suas funções de custo e o mercado em que operam;
    • Reconhecer as especificidades do mercado concorrencial e o equilíbrio parcial;
    • Analisar o mercado concorrencial em equilíbrio geral, com troca e produção. Analisar o bem-estar económico e social.

    - Prof. Doutora Patrícia Ferreira

    • Utilizar e interpretar dados;
    • Compreender o conceito de amostragem;
    • Aprender a aplicar as técnicas de estatística descritiva sobre problemas de engenharia, economia e gestão e interpretar resultados;
    • Relacionar conceitos teóricos e práticos;
    • Efetuar uma análise crítica dos resultados.

    - Prof. Doutor Eduardo de Almeida Cardadeiro

    Na sequência de Microeconomia I, nesta UC pretende-se aprofundar os conhecimentos de microeconomia, introduzindo novos tópicos típicos de uma cadeira de microeconomia intermédia, utilizando o quadro analítico apresentado naquela disciplina, mas também confrontar os modelos clássicos com os desenvolvimentos mais recentes da economia comportamental e experimental.
    Assim, o objetivo é a aquisição de conhecimentos, a nível intermédio, dos principais modelos de análise do comportamento dos agentes económicos e do funcionamento dos mercados, bem como o desenvolvimento da capacidade de os utilizar como instrumentos de análise de situações reais, mas simultaneamente estimulando o seu sentido crítico sobre os pressupostos dos mesmos para poderem deles retirar os ensinamentos e conceitos fundamentais e mais ajustados à realidade em estudo.
    Procura-se, ainda assegurar a aquisição dos conhecimentos de base necessários a outras unidades curriculares dos semestres subsequentes, nomeadamente a Economia Industrial e Política Económica.

    - Mestre Telma de Mattos Ruas

    • Proporcionar elementos essenciais para uma reflexão da história económica e social;
    • Incrementar hábitos de leitura científica, reflexão e problematização;
    • Fornecer bibliografia que permita orientar o aluno na preparação do seu estudo;
    • Estimular a criatividade e espírito crítico;
    • Analisar, compreender e reflectir sobre os conceitos utilizados na história social e económica;
    • Compreender e caracterizar a evolução dinâmica da sociedade ;
    • Produzir reflexões críticas da evolução histórica, no aspecto económico e social;
    • Investigar, interpretar e comentar as grandes questões socio económicas;
    • Desenvolver competências para consolidar o conhecimento histórico-político.

    - Prof. Doutor Renato Pereira

    • Obter conhecimentos básicos para interpretação da realidade económica da empresa;
    • Desenvolver capacidade de valorização da produção industrial da empresa;
    • Desenvolver capacidade de tomada de decisão empresarial;
    • Compreender os critérios e métodos normativos da contabilidade de gestão;
    • Compreender aprofundadamente a estrutura de custos da empresa;
    • Conseguir formular análises CVR para a tomada de decisão empresarial.

    - Prof. Doutora Anabela Sousa

    • Visão sobre o modo de funcionamento da interdependência das economias nacionais, do funcionamento dos mercados abertos e do efeito das políticas macroeconómicas sobre esse modo de funcionamento;
    • Abordagens ás diversas explicações que justificam o comércio internacional e será usado o modelo Mundell-Fleming como base de trabalho que explica a necessidade de equilíbrio interno e externo;
    • Enquadramento teórico e empírico do funcionamento de uma área monetária – integração de Portugal na União Económica e Monetária.

    - Prof. Doutor António Cabeças - Prof. Doutora Patrícia Ferreira

    • Consolidar e generalizar os conhecimentos adquiridos em Estatística I;
    • Trabalhar com variáveis e modelos multidimensionais;
    • Interpretar resultados e aplicar os seus conhecimentos a casos práticos da sua área de trabalho.

    - Prof. Doutor Manuel de Jesus Farto

    • Estudar a Macroeconomia a um nível intermédio;
    • Utilizar exemplos concretos das economias portuguesa e europeia;
    • Capacitar os estudantes a ler e a criticar a imprensa económica especializada;
    • I Introduzir problemáticas de macroeconomia avançada.

    Competências:
    • Domínio das matérias leccionadas;
    • Capacidade para a redação de textos;
    • Domínio da expressão oral (exposição oral, intervenções nas sessões de contacto);
    • Capacidade para a resolução de problemas (testes, e resolução de casos práticos nas sessões de contacto);
    • Utilização de recursos tecnológicos e capacidade de pesquisa (consultas na Internet, Biblioteca, e outros locais).

    - Prof. Doutor Eduardo de Almeida Cardadeiro

    • Aprendam a reconhecer as várias características de um mercado, bem como as suas interações, que contribuem para a determinação da sua performance;
    • Entendam o conceito de mercado relevante e a permanente alteração da sua delimitação, ficando aptos à identificação concreta de mercados reais;
    • Percebam a importância da análise dos mercados quer no estudo da competitividade e na determinação das estratégias empresariais, quer na perspetiva das políticas públicas, nomeadamente a política de concorrência;
    • Aprendam a identificar os trade-offs entre os múltiplos objetivos conflituantes na performance dos mercados;
    • Conheçam os modelos base e os instrumentos de análise económica nas temáticas da economia industrial;
    • Desenvolvam aptidões que lhes permitam analisar as principais dinâmicas de mercados reais concretos;
    • Apreendam os fundamentos teóricos base da gestão estratégica;
    • Compreendam os objetivos e instrumentos fundamentais da política de concorrência nacional e europeia .

    - Prof. Doutor Renato Pereira

    • Compreender a elaboração da contabilidade de gestão em sistema de custeio teórico;
    • Elaborar o orçamento anual de uma empresa pelo método das secções homogéneas;
    • Entender os aspectos fundamentais da avaliação de desempenho financeiro das empresas.

    - Prof. Doutor João Ribeiro

    • Permitir aos alunos compreender o papel do sistema e dos mercados financeiros na economia e bem assim a sua estrutura e funções principais, a forma como se organiza e como funciona; pretende-se, em particular, que os alunos fiquem a conhecer o processo de emissão e de transação de valores mobiliários nos mercados;
    • Providenciar os principais conceitos, modelos, técnicas e outros instrumentos analíticos que orientam a avaliação de ativos financeiros e o processo de tomada de decisões de afetação de recursos dos investidores, abordando, nomeadamente, os fundamentos da teoria e estrutura das taxas de juro, a teoria do mercado de capitais, do binómio risco-retorno e dos principais modelos de avaliação de ativos financeiros.

    - Profª. Doutora Sandra Ribeiro

    • Conhecimento e compreensão das técnicas introdutórias mais relevantes, nomeadamente a estimação por mínimos quadrados e respetiva inferência na regressão linear;
    • Capacidade de estimar modelos não lineares;
    • Realização de testes às hipóteses subjacentes ao modelo de regressão linear;
    • Capacidade de mobilizar fontes estatísticas e métodos empíricos e aplicação das técnicas estatísticas e econométricas relevantes na análise dos fenómenos, dos problemas e das políticas económicas para dados seccionais;
    • Capacidade de trabalhar em grupo e elaborar argumentos fundamentados teórica, lógica e factualmente e de os comunicar a outrem.

    - Prof. Doutor António Duarte Santos

    • Apoio e revisão dos conhecimentos teóricos sobre o PIB;
    • Aplicações práticas da utilização e importância do crescimento económico;
    • A desigualdade no mundo, a redistribuição do rendimento e a equidade;
    • Aplicação do PIB (modelos de crescimento e exercícios);
    • Conhecimento dos ciclos da economia portuguesa e mundial desde a segunda década do século XX e os ciclos de negócios.
    • Compreensão da evolução da economia portuguesa e mundial;
    • Portugal e a União Europeia: Ideias, Factos e Desafios;
    • Casos de Estudo de economias de distintos Continentes e Regiões;
    • Apreensão da análise sectorial da economia portuguesa e a sua trajectória;
    • Desafios futuros: Demografia, Mercado de Trabalho, Desigualdades, Saúde, Distribuição do Rendimento e a Evolução Tecnológica numa (nova) fase crescente da mundialização;
    • Organização de Conferências com convidados externos e internos sobre múltiplos temas económicos e humanos.

    - Prof. Doutor Joaquín Quirós - Profª. Doutora Maria Rosário Justino

    • Desenvolver capacidades para pensar estrategicamente;
    • Desenvolver aptidões para realizarem análises estratégicas em diferentes sectores;
    • Desenvolver capacidades para recolher, selecionar e interpretar a informação necessária para a análise estratégica;
    • Desenvolver capacidades associadas à formulação e execução da estratégia;
    • Integrar conhecimentos adquiridos em outras unidades curriculares;
    • Desenvolver capacidade de análise e de decisão;
    • Consciencializar os alunos da importância dos princípios éticos na gestão ;
    • Capacidade de compreender e analisar em contextos mais amplos estudos de casos e a resolução de problemas complexos ou de investigação;
    • Capacidade de realizar uma aprendizagem que lhe permita a continuidade do estudo de forma autónoma no âmbito da análise empresarial.

    - Prof.ª Doutora Célia Quintas

    • Identificar o objeto de estudo da sociologia e os conceitos, problemáticas e linguagem especificas da Sociologia;
    • Desenvolver a capacidade critica e analítica, que permita distinguir o discurso sociológico do discurso de senso comum, ajudando os estudantes a fazer a necessária rutura epistemológica;
    • Compreender os fundamentos metodológicos que consubstanciam a análise sociológica;
    • Desenvolver a capacidade de análise critica do social, a partir da identificação das principais teorias e problemáticas que enformam a análise sociológica;
    • Compreender a importância da interdisciplinaridade, analisando a relação que se estabelece entre a Sociologia e a Economia para a compreensão das dinâmicas sociais.

    - Prof. Doutor Manuel de Jesus Farto

    Gerais:

    • Aquisição da capacidade metodológica adequada ao conhecimento e crítica das correntes do pensamento económico;
    • Identificar, seleccionar e avaliar fontes de informação documentais e bibliográficas.

    Específicos:

    • Análise das principais doutrinas do pensamento económico;
    • Estudo temático dos principais debates que formaram a ciência económica;
    • Desenvolver o conhecimento sobre as diferentes escolas do pensamento económico;
    • Discutir os progressos e contributos da Economia do século XX e XXI e as fronteiras actuais da ciência.

    - Profª. Doutora Brigida Brito

    • Adquirir referências conceptuais e históricas adequadas sobre a cooperação internacional;
    • Conhecer as abordagens teóricas mais relevantes sobre a cooperação para o desenvolvimento;
    • Identificar os actores e os instrumentos de cooperação internacional para o desenvolvimento;
    • Desenvolver técnicas de auto-aprendizagem.

    As competências a adquirir pelo aluno são:

    • A capacidade crítica de identificar, seleccionar e interpretar fontes de informação e indicadores de desenvolvimento;
    • A aptidão para reconhecer os actores privilegiados em função dos modelos de cooperação;
    • A capacidade de adaptar os insrumentos de cooperação internacional às necessidades concretas de desenvolvimento.

    - Mestre Gonçalo Costa

    • Promoção do trabalho do discente no sentido de obter, aprofundar e integrar conhecimentos básicos sobre o papel da informática e das Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC) nas organizações;
    • Desenvolvimento de competências para interpretar o valor dos Sistemas de Informação Organizacionais (SIO) no sentido de contribuírem decisivamente para a formulação, implementação e controlo estratégico;
    • Possibilitar que os futuros gestores desenvolvam competências de utilização de métodos e técnicas que assegurem a validade, a coerência e a racionalização dos meios tecnológicos e humanos no que respeita à informatização dos SIO.

    - Profª. Doutora Denise dos Santos

    Geral:

    • Adquirir as competências necessárias à analise critica e compreensão do comportamento das pessoas nas organizações nas quais desenvolvem a sua actividade profissional, destacando o seu papel de construção desta realidade.

    Específicos:

    • Distinguir diferentes atitudes de colaboradores em contexto organizacional;
    • Projectar organizações eficazes, promovendo atitudes favoráveis dos seus membros;
    • Definir a relação das pessoas com as organizações nas quais trabalham como relações de intercâmbio social;
    • Seleccionar diferentes atributos e condutas dos líderes em função de características do contexto;
    • Descobrir diferentes características da organização e das pessoas que condicionam o funcionamento das equipas de trabalho e, consequentemente, o seu desempenho;
    • Demonstrar resultados da adopção de equipas em contexto organizacional;
    • Analisar o comportamento organizacional em empresas Portuguesas.

    - Profª. Doutora Sandra Ribeiro

    • Transmitir conhecimentos básicos para interpretação positiva e normativa da atividade do setor público;
    • Desenvolver capacidade de interpretação da micro e macropolítica dos governos;
    • Desenvolver a capacidade crítica e de avaliação da política económica do Estado;
    • Compreender constituição e manuseamento do orçamento do estado.

    - Mestre Henrique Morais

    • Identificar as formas de financiamento da economia;
    • Compreender o papel das instituições financeiras e da regulação do sistema financeiro;
    • Descrever o sistema bancário em Portugal;
    • Compreender os riscos de crédito e de mercado;
    • Identificar os instrumentos financeiros;
    • Compreender o mecanismo de criação de base monetária pelos bancos centrais;
    • Identificar o balanço do banco central;
    • Determinar os agregados monetários e o multiplicador monetário;
    • Compreender a balança de pagamentos e a dívida externa;
    • Identificar mercado de câmbios e operações cambiais;
    • Descrever o sistema monetário internacional e a união económica e monetária europeia;
    • Identificar crises e novas tendências do sistema financeiro internacional.

    - Prof. Doutor João Ribeiro

    • Promover a compreensão dos principais fundamentos conceptuais e das questões estratégicas e estruturais associadas à tomada de decisão no contexto das finanças empresariais, bem como das respetivas implicações em termos de criação de valor;
    • Abordar o papel da informação financeira, quer internamente para a tomada de decisões financeiras, quer externamente para a preparação da tomada de decisões de afetação de recursos dos investidores;
    • Promover o conhecimento da importância do diagnóstico financeiro enquanto instrumento de interpretação da informação contida nas demonstrações financeiras;
    • Consciencializar para a importância do planeamento financeiro de médio e longo prazo, com especial enfoque nos modelos, técnicas e instrumentos analíticos que permitem projetar a atividade da empresa, modelizando os seus objetivos, opções e estratégias de investimento e de financiamento;
    • No domínio das decisões de investimento, promover a compreensão das questões associadas à estimação dos fluxos financeiros relevantes, da taxa de atualização, e dos principais modelos de avaliação de decisões de investimento em ativos reais.

    - Prof. Doutor Afonso Diz - Prof. Doutor Henrique Fiúza

    Gerais:

    • Esta UC visa dotar os alunos de um conjunto de conhecimentos que lhes permita fazer face às especificidades fiscais aplicáveis no âmbito da gestão e da economia, quer em relação às pessoas singulares quer em relação às pessoas colectivas;
    • No que se refere às pessoas físicas, são analisadas principalmente as regras do IRS, dando maior ênfase à caracterização dos rendimentos e às obrigações das entidades pagadoras dos rendimentos, sendo em relação às pessoas colectivas, dado particular destaque ao IRC e também ao IVA;
    • São também tratadas as garantias dos contribuintes.

    Específicos:

    • Fornecer as bases para a compreensão da fiscalidade e em especial do sistema fiscal português;
    • Enquadrar os rendimentos e os sujeitos passivos em sede de IRS e identificar as obrigações principais e acessórias no âmbito desse imposto, em especial as exigidas às empresas.

    - Prof. Doutor Renato Pereira

    • Criar e disseminar boas práticas ao nível do fomento do espírito empreendedor (incluindo o empreendedorismo corporativo), as quais auxiliem a construir ou consolidar empresas e outras organizações mais sustentáveis e eficazes;
    • Conhecer os conceitos de empreendedor, espírito empreendedor e conceitos relacionados;
    • Saber analisar os mercados e as oportunidades;
    • Desenvolver o gosto pelo empreendedorismo;
    • Melhorar as capacidades dos discentes no que respeita ao processo de deteção e análise de oportunidades de negócio;
    • Conhecer os critérios utilizados pelos investidores para avaliar propostas de investimento em novos negócios;
    • Conhecer as vantagens associadas à proteção da propriedade industrial;
    • Melhorar a compreensão do papel recursos humanos e operacionais nas primeiras fases de implementação do negócio;
    • Desenvolver um Plano de Negócios.

    • Por um lado, conhecer os conceitos e fundamentos básicos de Marketing e por outro lado, pretende-se que os alunos estejam profundamente familiarizados com o desenvolvimento estratégico das Acções de marketing;
    • Os alunos deverão desenvolver um plano estratégico de Marketing em colaboração com empresas de renome, de forma, a que componente  prática seja de facto efectuado no terreno e na verdadeira realidade das empresas;
    • Adquirir um corpo teórico de referência necessário ao estudo de outras disciplinas específicas da área da comunicação.

     

    - Prof.ª Doutora Vera Dias Pedragosa

    Elaboração e análise de projetos empresariais com a capacidade de integrarem inúmeros domínios científicos e técnicos, das mais variedades especialidades, requerendo uma multidisciplinariedade de conhecimentos adquiridos ao longo da licenciatura: marketing; estratégia; contabilidade; finanças, direito, economia, recursos de pessoas, etc.
    Elaboração de um projeto empresarial em que os alunos deverão estar aptos a:

    • Identificarem as diferentes fases de desenvolvimento do projeto;
    • Avaliação e decisão do projeto;
    • Estudos de viabilidade do projeto;
    • Elaboração de um projeto;
    • Análise económica e financeira do projeto.

    - Prof. Doutor Luís Tomé

    • Adquirir conhecimentos e capacidade de análise sobre a situação na Ásia-Pacífico;
    • Conhecer a história, os actores e as interacções intra e inter regionais;
    • Desenvolver uma atitude de reflexão sobre as ocorrências nesta região e a sua crescente importância nas relações internacionais.

    Competências a desenvolver:

    • Conhecimento da evolução histórica e da situação actual da Ásia-Pacífico;
    • Identificar as várias sub-regiões e compreender as respectivas especificidades e conexões;
    • Entendimento do potencial, dos constrangimentos e das políticas dos actores mais relevantes, bem como o quadro das interacções bi e multilaterais;
    • Perceber os factores de instabilidade e os principais conflitos e diferendos;
    • Compreender os vectores de competição e de cooperação na Ásia-Pacífico e a especificidade do multilateralismo e do regionalismo;
    • Entender as interacções e interdependências entre a Ásia-Pacífico e outras regiões do globo.

    - Prof. Doutor Ricardo Sousa

    • Dotar aos alunos de instrumentos teóricos e metodológicos que lhes permitam investigar, analisar, interpretar e reflectir sobre as Relações Internacionais da África Subsariana;
    • Identificar, seleccionar e avaliar fontes de informação documentais e bibliográficas a partir dos seus autores;
    • Aproximar os alunos ao mundo das ideias, conceitos centrais e interpretações dos principais representantes nas várias perspectivas para o estudo das Relações Internacionais da África Subsarian;
    • Demonstrar a validade dos modelos de análise de RI para a região;
    • Apresentar um conjunto de assuntos relevantes para compreender e realizar Relações Internacionais numa perspectiva Africana.

    - Prof. Doutor Felipe Pathé Duarte

    Gerais:

    • Familiarizar os alunos com a evolução história e política da região do Médio Oriente e Magrebe. Fornecer aos alunos instrumentos de análise para perceberem que de que forma os conflitos na região tiveram (e têm) um envolvimento externo e impacto regional;
    • Ajudar os alunos a compreender o modo como esta região influência a política externa dos Estados;
    • Capacitar os alunos com um conjunto de conceitos e teorias que ajudem a perceber as dinâmicas sociais e políticos da região do Médio Oriente e Magrebe.

    Aprendizagem:

    • Levantar questões epistemológicas no que diz respeito ao estudo e análise da região do Médio Oriente e Magrebe;
    • Identificar os vários contextos históricos que estão na base das identidades políticas, religiosas e sociais do Médio Oriente e Magrebe. Ler essas identidades como um factor de instabilidade;
    • Analisar com detalhe os vários conflitos que marcaram (marcam) a região, entendê-los como causa de vários factores identitários e ideológicos do Médio Oriente e Magrebe;
    • Saber interpretar a região como polo de impacto nas relações internacionais, e como local de disputa de influência hegemónica de actores regionais;
    • Ver nas consequências das chamadas “Primaveras Árabes” uma redefinição política, estratégica e geográfica do Médio Oriente e Magrebe.

    - Profª. Doutora Nancy Elena Ferreira Gomes

    • Conhecer e compreender as especificidades do Continente Americano: Evolução histórica, fronteiras regionais, Estados e subsistemas; Pluralismo e “autonomia política” das regiões e sub-regiões;
    • Estudar o Sistema Interamericano: conceito; origens; processo de institucionalização;
    • Analisar os processos de integração regionais. Identificar e compreender a conflitualidade na região, os diferendos entre estados, e a criminalidade;
    • Analisar as Relações Internacionais da América Latina, com destaque para as Relações América Latina – EUA, América Latina – UE, América Latina – China, e América Latina – Portugal.

    Prof. Doutora Anabela Sousa

    Prof. Doutor António Duarte Santos

    Prof. Doutor Arlindo Donário

    Prof. Doutor José Almas

    Prof. Doutor Ruben Bahamonde