Estudo “Competência e Resiliência Digital dos Estudantes no Ensino Superior Português

O actual contexto da pandemia Covid-19 veio mostrar-nos a importância, cada vez maior, da “revolução digital” no nosso dia-a-dia.

Este estudo, promovido por uma equipa de investigadores do REMIT – Universidade Portucalense, NIDISAG – Instituto Superior de Administração e Gestão (ISAG) e Instituto Politécnico do Cávado e Ave (IPCA), pretende analisar o impacto destas transformações nos estudantes do Ensino Superior.

Caso pretenda participar neste estudo, basta que responda aqui ao questionário.

 

 

Com importância crescente, o mundo digital abraça todas as áreas das nossas vidas. Tal é a dimensão e a profundidade das alterações em curso que muitos já designam como “revolução digital”.

Esta revolução está em marcha acelerada e moldará definitivamente o nosso futuro próximo, alterando a forma como vivemos, trabalhamos ou nos relacionamos.

Esperam-se, por tanto, alterações profundas nos negócios e nas empresas, que a pandemia, por exemplo, expôs de forma inquestionável.

Num contexto de transformação digital, o mundo empresarial pode encontrar agentes de mudança nos estudantes do ensino superior – futuros (ou atuais) profissionais nas suas mais diversas áreas de conhecimento –, levando novos inputs, novas competências e, sobretudo, uma nova mentalidade digital.

Contudo, subsistem dúvidas sobre a prontidão digital dos nossos estudantes do ensino superior:

  • Qual é o seu grau de conhecimento deste tema tão importante?
  • Qual a sua capacidade e domínio das competências digitais?
  • E como poderemos aferir o nível da sua resiliência digital?

Estas são (apenas algumas) questões que procuraremos dar resposta com a investigação em curso.