Conferência “Suporte social e saúde: das (boas) intenções às consequências” | 16 janeiro | 18h30 | Auditório 1

 16 Janeiro, 2020 - 18:30

Desde há muito que se entende as relações sociais como fonte de suporte social e um recurso para a adaptação à doença e para a promoção da saúde. No entanto a proliferação de evidência empírica também tem trazido a necessidade de sistematização e clarificação do ponto de vista conceptual e metodológico. Simultaneamente, do ponto de vista prático o interesse e relevância de entender, e capacitar, cuidadores para a prestação de cuidados de qualidade levam-nos a olhar para o suporte social como um processo dinâmico e dialéctico entre a pessoa que presta o cuidado e a pessoa que é cuidada. Com esta conferência pretende-se sistematizar conceitos mas também abordar o comoporquê e quando do suporte social.

 

Orador

Professora Doutora Marta Matos
Investigadora Integrada no CIS-IUL e Professora Auxiliar Convidada do ISCTE-IUL. É uma psicóloga clínica e da saúde apaixonada pela influência das relações sociais na saúde. Iniciou a sua carreira (2007) em contextos comunitários com populações idosas e durante o seu mestrado (2010) e doutoramento (2016) no ISCTE-IUL focou-se no papel do suporte social de cuidadores formais nas experiências de dor crónica de pessoas idosas.

Os atuais interesses de investigação estão ligados ao papel das dimensões interpessoais no (1) ajustamento às doenças crónicas (por exemplo, dor crónica, diabetes); e (2) como recursos na promoção da saúde e do bem-estar (por exemplo, literacia da saúde, comportamento alimentar, envelhecimento saudável).

No geral, a sua investigação é motivada pelo interesse de traduzir conhecimento baseado em evidências em práticas, com um sólido enquadramento teórico, visando contribuições para o campo da psicologia da saúde e para o benefício das comunidades. O seu trabalho de investigação tem sido apoiado e reconhecido por instituições que se concentram na investigação em dor, nomeadamente através de uma bolsa para formação avançada em dor (ASTOR 2014) e um prémio de investigação clínica em dor (Grünenthal Foundation 2016). É editora associada da “Psychology, Community & Health”.

 

 

Departamento de Psicologia