Universidade Autónoma de Lisboa
  • pt-icon
  • en-icon
Above Content

Doutoramento em Relações Internacionais

DR, 2ª Série, Nº 196, de 7 de outubro de 2015, Anúncio nº 234/2015.

Search

Pesquisa
Content
left side
Professor Doutor  Luis Tomé

Coordenador

Professor Doutor Luis Tomé

ltome@autonoma.pt

Unidade Central de Apoio Académico 
(Mestrados e Doutoramentos / Apoio aos Departamentos)
Rua de Santa Marta, nº 47, 3º andar
Horário de atendimento: 2ª a 6ª feira das 9h30 às 19h
Telefone: (+351) 21 317 76 00
Article / Section
Home > > >

Doutoramento em Relações Internacionais: Geopolítica e Geoeconomia

Faça aqui a sua candidatura.

Considerando a crescente internacionalização dos processos sociais, a formação na área científica das Relações Internacionais tem ocupado um lugar de relevo no conjunto da oferta formativa da UAL. Este novo DOUTORAMENTO EM RELAÇÕES INTERNACIONAIS: GEOPOLÍTICA E GEOECONOMIA situa-se num contexto bem preciso do projecto institucional da UAL, sublinhando três aspectos fundamentais: a formação avançada, a investigação e a internacionalização.

Desde o lançamento da Licenciatura em Relações Internacionais na UAL, em 1989, foram realizadas diversas pós-graduações de temática internacional. A partir de 2002, lançou-se o MESTRADO EM ESTUDOS DA PAZ E DA GUERRA NAS NOVAS RI, a que se soma, desde 2013, um outro MESTRADO EM RELAÇÕES INTERNACIONAIS. Este curso de 3º ciclo visa, portanto, completar a oferta formativa da área científica de RI na UAL.

Em segundo lugar, também a UAL fez o percurso de somar à função de ensino a dimensão da investigação científica, hoje assumida como estratégica. Daí o apoio à criação e/ou reforço de unidades de investigação, como o OBSERVARE, existente desde 1996 e avaliado recentemente pela FCT com "Good”. Ora este projecto de doutoramento insere-se nessa orientação: por um lado, os docentes são também investigadores do OBSERVARE e, por outro, a elaboração das teses deverá enquadrar-se nas linhas de investigação adoptadas pelo OBSERVARE: a) Estudos de Segurança, da Paz e da Guerra; b) Espaços Económicos e Gestão de Recursos; c) Povos e Estados, construções e interacções (ver http://observare.ual.pt).


Uma terceira vertente do projecto da UAL é a internacionalização. Nesse sentido, o Departamento de RI da UAL e o OBSERVARE têm desenvolvido numerosas formas de intercâmbio científico e pedagógico com professores, investigadores e instituições estrangeiros - como o Norwegian Peacebuilding Resource Centre (NOREF); as Fundações FRIDE, Carolina e o Real Instituto Elcano, de Espanha; o Instituto Superior de Estudos de Defesa (ISEDEF) de Moçambique; o Instituto de Ciências Sociais e Relações Internacionais de Angola; o Instituto da Defesa Nacional de Timor-Leste; o Instituto de Relações Internacionais (IREL) da Univ. Brasília, o Dep. de RI da Univ. Pontifícia de São Paulo ou a Univ. Federal de Santa Catarina, do Brasil; o Instituto de Investigaciones Jurídicas (IIJ) da Univ. Nacional Autónoma do México; a Fundação Friedrich Ebert da Alemanha; a Universidade ORT e o Instituto Artigas do MRE, do Uruguai; ou a Univ. Megatrend da Sérvia -, concretizando-se numa grande diversidade de actividades. Designadamente, estabeleceu-se um PROGRAMA TRANSNACIONAL DE INVESTIGAÇÃO estreitamente articulado com o presente DOUTORAMENTO EM RELAÇÕES INTERNACIONAIS: GEOPOLÍTICA E GEOECONOMIA. Tal programa assenta em protocolos formais – já celebrados com o Department of International Relations da Middle East Technical University (METU) da Turquia e o CEMAS de La Sapienza Università di Roma, estando ainda em negociação com outras universidades de Espanha e Brasil–, comprometendo-se as instituições parceiras a disponibilizar professores para os seminários doutorais e orientadores de teses, participar em júris e acolher doutorandos nas suas instituições para pesquisa e elaboração da tese.


As potencialidades do novo Doutoramento ficam claras: a sustentação por uma unidade de investigação reconhecida pelos pares, a qualificação do corpo docente, a participação de professores vindos de outras comunidades universitárias prestigiadas e a articulação com um programa não apenas interuniversitário, como ainda transnacional, de investigação e apoio ao curso de 3º ciclo. E deve sublinhar-se a matriz teórica subjacente à concepção deste curso, assente na interpenetração das dimensões políticas e de segurança e das dimensões económicas na actualidade internacional, associando de perto a análise geopolítica e a geoeconómica.

Acresce a estrutura das unidades curriculares, assente em quatro Seminários doutorais, onde predomina o direccionamento para a investigação avançada, dando prioridade à problematização e à inovação teórica, de modo que as futuras teses de doutoramento possam efectivamente contribuir para o avanço neste campo do saber, ou seja, nesta área científica das Relações Internacionais que se tem consolidado na sua autonomia mas também na sua interacção com outras disciplinas.

mapimg
Ligações úteis