Universidade Autónoma de Lisboa
  • pt-icon
  • en-icon
Above Content

Mestrado em Relações Internacionais

DR, 2ª Série, Nº 143, de 26 julho de 2013, Anúncio nº 261/2013.

Search

Pesquisa
Content
left side
Professor Doutor Luís Moita

Coordenador

Professor Doutor Luís Moita

lmoita@autonoma.pt

Nascido em 11 de Agosto de 1939. Doutorado em Ética pela Universidade Lateranense (Itália), em 1967, com a classificação "summa cum laude” (10/10) – grau académico reconhecido pela Universidade Católica Portuguesa.
Actualmente é Professor Catedrático de "Teorias das Relações Internacionais”, Director do Departamento de Relações Internacionais e membro do Conselho Científico da Universidade Autónoma de Lisboa. Entre 1992 e 2009 foi Vice-reitor desta Universidade.
Dirige a unidade de investigação OBSERVARE (Observatório de Relações Exteriores) que edita uma colecção de livros e duas publicações periódicas: o anuário JANUS (publicado desde 1997) e a revista científica semestral JANUS.NET, e-journal of International Relations (publicada desde o Outono de 2010).
Durante 15 anos, entre 1974 e 1989, dirigiu o CIDAC, organização não-governamental portuguesa de cooperação para o desenvolvimento. Ler mais


Secretariado de Apoio aos Departamentos
Rua de Santa Marta, nº 47, 3º andar
Horário de atendimento:
2ª a 6ª feira das 9h às 19h
Telefone: (+351) 21 317 76 00


Article / Section
Home > > >

Mestrado em Relações Internacionais

Faça aqui a sua candidatura.


Oferta de 4 Bolsas a atribuir aos candidatos dos Mestrados em Estudos da Paz e da Guerra e do Mestrado em Relações Internacionais (primeiro critério: alunos que tenham efectuado cursos na Autónoma).


A actualidade trouxe-nos uma evidência: os processos políticos, económicos e sociais estão cada vez mais internacionalizados. Não se pode, pois, estranhar o crescente relevo dos estudos das relações internacionais, estudos esses que se afirmaram como uma área científica própria no quadro do ensino universitário.
Todavia, com a redução dos anos requeridos para a obtenção da Licenciatura, surgiu a necessidade de um tempo complementar de aprofundamento das competências adquiridas pelos Licenciados tanto em Relações Internacionais, como em outras áreas do saber. É essa a vocação do presente Mestrado: levar mais longe as capacidades de análise das complexas interacções mundializadas, articulando os temas político-estratégicos com as abordagens de outras disciplinas, como o Direito e a Sociologia, mas sobretudo com a Economia, dada a importância da internacionalização económica para além das fronteiras convencionais.
O presente Mestrado em Relações Internacionais está orientado para a progressiva articulação entre o ensino/aprendizagem e a prática da investigação científica. Uma vez que a parte lectiva do Mestrado encaminha normalmente para a elaboração de uma dissertação, esse objectivo está presente nos conteúdos e nos métodos das várias Cadeiras e Seminários.

Contudo, tal ligação à investigação em nada prejudica, antes reforça, a aquisição de competências para o exercício de profissões que exigem esta especialização. Os futuros Mestres em Relações Internacionais ficam particularmente habilitados a seguirem a carreira diplomática, ou a serem funcionários de organismos internacionais, bem como de organizações não-governamentais, ou jornalistas especializados no internacional, consultores de internacionalização de empresas, militares para intervenções no estrangeiro, ou assessores de departamentos de relações internacionais na administração central ou em autarquias.

mapimg
Ligações úteis