Universidade Autónoma de Lisboa
  • pt-icon
  • en-icon
Above Content

Doutoramento em Direito

DR, 2ª Série, Nº 54, de 17 março de 2008, Despacho nº 7988/2008.

Search

Pesquisa
Content
left side
Prof. Doutor Miguel Santos Neves

Coordenador

Prof. Doutor Miguel Santos Neves

mfneves@autonoma.pt

Doutorado pela London School of Economics and Political Science (LSE), MPhil em Economia do Desenvolvimento pelo Institute of Development Studies (IDS), University of Sussex, e licenciatura em Direito (Jurídico-Económicas) pela Faculdade de Direito de Lisboa. Presentemente é Professor Associado da Universidade Autónoma de Lisboa nas áreas de Relações Internacionais e Direito Internacional e Professor no IESM Mestrado em Ciências Militares, Investigador do Observare-UAL e Presidente do Network of Strategic and International Studies (NSIS), um think tank privado dedicado à investigação de questões internacionais. Desde 1995 e até 2013 foi Diretor do Programa Ásia e do Programa Migrações do Instituto de Estudos Estratégicos e Internacionais (IEEI). Membro do Conselho Académico da CASS Europe e membro do comité científico da revista Asia Europe Journal. É advogado e consultor de empresas (LER MAIS)

Secretaria dos Alunos
Rua de Santa Marta, nº 47
Horário de atendimento: 2ª a 6ª feira das 9h30 às 19h30
Telefone: (+351) 21 317 76 00

Secretariado de Apoio aos Departamentos
Rua de Santa Marta, nº 47, 3º andar
Horário de atendimento:
2ª a 6ª feira das 9h às 19h
Telefone: (+351) 21 317 76 00

Article / Section
Home > > >

Doutoramento em Direito

Faça aqui a sua candidatura.

1. O Curso de Doutoramento tem a duração prevista de seis semestres, sendo os dois primeiros lectivos, o terceiro destinado à preparação do projecto de tese e os restantes destinados à elaboração da tese.

2. Nos semestres lectivos, os doutorandos devem frequentar e apresentar trabalhos na disciplina nuclear da variante e numa disciplina optativa, que estão subdivididas em temas. A nota final da Unidade Curricular é compsota pela média aritmética das clasificações obtidas nos dois trabalhos realizados no âmbito da Unidade Curricular.

3. Pelo menos um dos trabalhos realizados deve poder ser objecto de uma comunicação num encontro científico, com eventual publicação. Tal será contabilizado com 5 ECTS no 3.º semestre. 

4. Os trabalhos realizados ao longo do ano lectivo podem ser publicados na secção "working papers” do Centro de Investigação "ratio legis”, integrando o trabalho dos doutorandos as actividades do centro.

5. Os alunos devem, ainda, participar nas sessões do seminário permanente.

6. Depois de admitidos pelo Conselho Científico à preparação de tese, os doutorandos devem preparar, no terceiro semestre, um projecto de tese que será discutido e apreciado por um júri.

7. Os semestres restantes são dedicados à elaboração da tese. 


Despacho 7988/2008 (DR 2.ª série, n.º 54, de 17 de março de 2008), Acreditado pela A3ES, em 06/08/2012.

mapimg
Ligações úteis