Universidade Autónoma de Lisboa
  • pt-icon
  • en-icon
Above Content

Mestrado em Relações Internacionais

Anúncio nº 261/2013 – 2ª série – Nº 143 – 26 de Julho

Search

Pesquisa
Content
left side
Professor Doutor Luís Moita

Coordenador

Professor Doutor Luís Moita

lmoita@autonoma.pt

Nascido em 11 de Agosto de 1939. Doutorado em Ética pela Universidade Lateranense (Itália), em 1967, com a classificação "summa cum laude” (10/10) – grau académico reconhecido pela Universidade Católica Portuguesa.
Actualmente é Professor Catedrático de "Teorias das Relações Internacionais”, Director do Departamento de Relações Internacionais e membro do Conselho Científico da Universidade Autónoma de Lisboa. Entre 1992 e 2009 foi Vice-reitor desta Universidade.
Dirige a unidade de investigação OBSERVARE (Observatório de Relações Exteriores) que edita uma colecção de livros e duas publicações periódicas: o anuário JANUS (publicado desde 1997) e a revista científica semestral JANUS.NET, e-journal of International Relations (publicada desde o Outono de 2010).
Durante 15 anos, entre 1974 e 1989, dirigiu o CIDAC, organização não-governamental portuguesa de cooperação para o desenvolvimento. Ler mais

Unidade Central de Apoio Académico 
(Mestrados e Doutoramentos / Apoio aos Departamentos)
Rua de Santa Marta, nº 47, 3º andar
Horário de atendimento: 2ª a 6ª feira das 9h30 às 19h
Telefone: (+351) 21 317 76 00
Article / Section
Home > > >
3ª edição

Mestrado em Relações Internacionais

Faça aqui a sua candidatura.


Oferta de 4 Bolsas a atribuir aos candidatos dos Mestrados em Estudos da Paz e da Guerra e do Mestrado em Relações Internacionais
(primeiro critério, alunos que tenham efectuado cursos na Autónoma).

A actualidade trouxe-nos uma evidência: os processos políticos, económicos e sociais estão cada vez mais internacionalizados. Não se pode, pois, estranhar o crescente relevo dos estudos das relações internacionais, estudos esses que se afirmaram como uma área científica própria no quadro do ensino universitário.

Todavia, com a redução dos anos requeridos para a obtenção da Licenciatura, surgiu a necessidade de um tempo complementar de aprofundamento das competências adquiridas pelos Licenciados tanto em Relações Internacionais, como em outras áreas do saber. É essa a vocação do presente Mestrado: levar mais longe as capacidades de análise das complexas interacções mundializadas, articulando os temas político-estratégicos com as abordagens de outras disciplinas, como o Direito e a Sociologia, mas sobretudo com a Economia, dada a importância da internacionalização económica para além das fronteiras convencionais.

O presente Mestrado em Relações Internacionais está orientado para a progressiva articulação entre o ensino/aprendizagem e a prática da investigação científica. Uma vez que a parte lectiva do Mestrado encaminha normalmente para a elaboração de uma dissertação, esse objectivo está presente nos conteúdos e nos métodos das várias Cadeiras e Seminários.

Contudo, tal ligação à investigação em nada prejudica, antes reforça, a aquisição de competências para o exercício de profissões que exigem esta especialização. Os futuros Mestres em Relações Internacionais ficam particularmente habilitados a seguirem a carreira diplomática, ou a serem funcionários de organismos internacionais, bem como de organizações não-governamentais, ou jornalistas especializados no internacional, consultores de internacionalização de empresas, militares para intervenções no estrangeiro, ou assessores de departamentos de relações internacionais na administração central ou em autarquias.




Acreditado pela A3ES, em 21/06/2013.

mapimg
Ligações úteis